Virada Digital propõe abertura do conhecimento

Em Paraty, evento terá 72 horas de programação sobre tecnologia e inovação

A partir desta sexta-feira (11) e até domingo (13), acontece a primeira edição da Virada Digital, na cidade histórica de Paraty, no Rio de Janeiro. Serão 72 horas diretas de programação unindo tecnologias, interatividade, inovação, publicidade e sustentabilidade. Durante os três dias, a cidade será tomada por uma série de eventos como shows, palestras, painéis, ações sustentáveis, mostras, oficinas de tecnologia e inclusão digital.

A ação reúne integrantes dos setores público, privado, acadêmico, de comunicação e da sociedade civil para partilhar iniciativas em prática hoje no país. “A ideia é levar às pessoas todo o conhecimento que está sendo gerado. Queremos que elas se apropriem desse conteúdo”, disse Juan Pessoa, diretor institucional da Virada Digital.

Segundo ele, a escolha de Paraty como cidade-sede se deve a ela ser famosa internacionalmente e também para mostrar que a pauta tecnológica está presente em todos os lugares. “Demonstraremos que inovação não está só nos grandes espaços, mas também pode ser gerada por garotos de pequenos lugares, desde que tenham acesso”. A programação da Virada conta com um número significativo de ações dedicadas ao público juvenil, o que inclui oficinas, demonstrações e interação.

Entre os destaques da programação da Virada está o painel “Uma agenda digital para o Brasil”, com a presença de Cezar Alvarez, secretário-executivo do Ministério das Comunicações, debatendo a evolução da internet no Brasil como plataforma de informação. Rodrigo Abreu, presidente da Cisco, e José Formoso, vice-presidente da Embratel, também participarão da mesa.

O mercado publicitário estará presente em três apresentações. Martha Gabriel, professora da ESPM e uma das curadoras da Virada Digital, e Gustavo Pereira, especialista em internet, tratarão dainfluência dos novos meios para a criação e consumo da publicidade e os desafios diante da quantidade de informação, em “A publicidade e os meios digitais”.Suzana Apelbaum, da Anomaly, dos Estados Unidos, e curadora do evento, em “Marcas e você fazendo o bem”, demonstrará cases de projetos desenvolvidos por marcas e pessoas que contribuem para um mundo melhor.

O último painel com abordagem sobre a área é o “Mobile – tendências e desafios”, com a presença de Marcelo Azevedo, membro da board do MMA (Mobile Marketing Asssociation);Enylton Machado, Ph.D. em realidade aumentada no Georgia Institute of Technology; e Léo Xavier, sócio e fundador do Grupo .Mobi.

Todo o conteúdo da Virada pode ser acompanhado pela internet nos canais oficiais do evento. Além do Martha e Suzana, são curadores da edição Ivana Bentes, doutora em Comunicação pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro); MV Bill, rapper e escritor; Sérgio Amadeu, professor e pesquisador; e Cláudio Langone, ex-secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente.

Realizada pelas empresas MPI Digital e Ninui, a Virada Digital, em sua versão inicial, teria espaços (ou hubs, na linguagem do evento) de transmissão de conteúdo em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, o que foi cancelado por problemas técnicos, de acordo com a organização. A previsão é de que aconteça em novembro, com o formato a ser definido ainda.

O evento conta com o patrocínio das empresas Embratel, Petrobras, Cisco e Caixa Econômica Federal; e com apoio de Sesi e EBC. O Governo Federal, do estado do Rio de Janeiro, e do municípios do Rio e de Paraty também são parceiros da Virada Digital.

Fonte: Propmark

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s