Tablets têm vendas aquém do esperado

Volume de vendas no Natal não fará setor atingir previsões

Quem achava que as vendas de tablets seriam altíssimas neste fim de ano está encarando uma realidade diferente. Enquanto em janeiro a consultoria IDC Brasil previa vendas de 300 mil aparelhos em 2011 (200% mais que em 2010), o crescimento está em torno de 60% e, segundo estudo da GfK Retail and Technology Brasil, publicado pelo Valor Econômico, de janeiro a outubro foram comercializadas 100 mil unidades do aparelho – 64 vendidas no varejo legal e 36 mil adquiridos no exterior ou de comerciantes que trazem os produtos ilegalmente ao País.
Das 13 marcas disponíveis, o iPad (Apple) e o Galaxy (Samsung) lideram as vendas. Mesmo com os preços caindo 40%, de R$ 2.516 para R$ 1.509, o Natal ainda deverá ter predomínio dos notebooks.

As altas expectativas em relação aos tablets eram devidas, entre outros fatores, aos estímulos governamentais para introduzir a produção local desse tipo de aparelhos e baratear seu custo. Seu crescimento está próximo dos notebooks (52%) e aquém dos smartphones, cujas vendas aumentaram 91%.

A diferença de comercialização de tablets com os computadores é um massacre: estes vendem 15 milhões de unidades. Em entrevista ao Valor, Rodrigo Vidigal, diretor de marketing da Motorola Mobility, afirmou que os tablets devem encerrar 2011 com participação de 1,5% nas vendas totais de computadores. Apesar do percentual pequeníssimo, o executivo aposta na aceleração em 2012, por conta dos projetos para fabricação local.

Fonte: M&M

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s