P&G investirá R$ 115 milhões no Rio

Empresa instalará fábrica em Seropédica e deve criar 600 empregos

Em coletiva hoje no prédio anexo ao Palácio Guanabara, sede do Governo do Rio de Janeiro, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, anunciou que a Procter & Gamble do Brasil investirá cerca de R$ 115 milhões no estado. Os planos da empresa incluem a construção de uma fábrica em Seropédica, na Região Metropolitana, e a ampliação da capacidade de outras duas unidades existentes nos municípios de Itatiaia e de Queimados.

Ao todo, serão gerados 600 empregos diretos no estado, de acordo com protocolo de intenções assinado hoje com o presidente da empresa no país, Tarek Farahat – que esteve na assinatura do protocolo a portas fechadas e não chegou a conversar com a imprensa. “Os prefeitos das cidades beneficiadas estão muito satisfeitos pelo que essas iniciativas significam de desenvolvimento para seus municípios. Embora o investimento seja pequeno, o faturamento é muito alto. A instalação de uma fábrica do grupo movimenta a economia dessas cidades porque provoca a criação de outros empreendimentos no entorno”, disse Bueno.

As negociações para implantação da nova unidade envolveram incentivo tributário e o ICMS cobrado da P&G ficará entre 5% e 6%, dependendo do produto. Segundo o secretário estadual de Fazenda, Renato Villela, que também participou do anúncio, o incentivo tributário tem uma lógica fiscal, sendo concedido apenas com a condição de que os negócios atraídos tragam movimentação econômica e empregos, “de maneira que o saldo final, ao longo de dez ou 15 anos, seja aumento de receita”.

“Queremos ter uma base econômica forte, que gere emprego, renda para a população, mas também gere recursos para que o Estado possa fazer suas políticas sociais, sua política de segurança. O protocolo com a Procter garante esse tipo de desenho. E traz obrigações do ponto de vista de investimentos sociais para a própria empresa, para dar um quadro mais completo de contribuição do grupo”, afirmou Villela. Bueno enfatizou que a P&G decidiu investir no Rio não apenas pelos incentivos concedidos, mas também pelo mercado interno e pela logística disponível.

Fonte: Propmark

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s