Rio 2016 escolherá empresa de produção executiva

Edital irá selecionar empresa que terá a missão de produzir todas as cerimônias relacionadas aos Jogos Olímpicos

O Comitê Rio 2016 informou nesta terça-feira 22 que, até a primeira quinzena de março, já estará publicado o edital de licitação internacional para a escolha da empresa responsável pela produção executiva das cerimônias que fazem parte do conjunto de eventos da Olimpíada de 2016.

Entre as atribuições da direção executiva está a adequação do orçamento – inicialmente de US$ 125 milhões de dólares – para as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos, cerimônia de boas vindas às delegações na vila olímpica, cerimônias de premiação em cada competição e os eventos de animação de público.

Além disso, a cidade brasileira também terá cerimônias chamadas de Live Site, algo similar às Fan Fests, da Fifa. Essas arenas de transmissão começarão a ser testadas já em 2012, com a exibição das principais competições brasileiras nos Jogos de Londres.

De acordo com Leonardo Cryner, diretor do comitê Rio 2016, a produção executiva vai ajudar no planejamento das áreas que estarão à cargo de outras produtoras, que também deverão passar por processo de licitação. “De seis a oito mil pessoas vão operar nessa área. Essa estrutura não tem a ver com o Comitê, mas interage com ele e, por isso mesmo, criaremos a figura de um coordenador para conversar com a produção executiva”, disse Cryner. Ele também contou que o modelo escolhido pelo Brasil como ideal foi o utilizado nos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000.

“Na prática iremos terceirizar o departamento de cerimônias e a produção executiva vai ajudar neste planejamento”, explicou o representante do Comitê, dizendo ainda que a empresa escolhida deverá ser conhecida em julho deste ano.

O Comitê também irá selecionar uma comissão responsável pela direção artística das cerimônias dos Jogos, mas para este caso, não haverá licitação. “Escolheremos os melhores profissionais que possam contribuir para o desenvolvimento das cerimônias. Mas as duas áreas – executiva e artística – irão interagir”, garante Cryner.

A partir de 2013 será criado um programa de engajamento de público, que consistirá na criação de uma equipe, que trabalhará junto com as 28 federações internacionais olímpicas, com a missão de extrair as melhores práticas feitas no restante do mundo e aplicá-las ao Rio de Janeiro.

Fonte: M&M

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s