Tropa de Elite 2 teve estratégia contra a pirataria

Senhas confidenciais, câmeras e até policiais fizeram parte da operação para evitar o vazamento do filme, revelou o diretor José Padilha ao Uol Cinema

Uma sala de montagem secreta – sem acesso a internet. Monitoramento por câmeras e trânsito restrito a quatro pessoas portadoras de senhas confidenciais. Policiais envolvidos na operação de segurança.

O diretor José Padilha investiu pesado para prevenir que Tropa de Elite 2 tivesse o mesmo destino do filme original, que, em 2007, entrou em cartas nas bancas de camelô antes mesmo de estrear nos festivais e salas de cinema.

As informações são do Uol Cinema, que publicou entrevista exclusiva com o cineasta, feita pelo editor Alessandro Gianinni.

Segundo Padilha, alarmes disparavam quando os procedimentos de segurança não eram seguidos à risca. O diretor também revelou que policiais trabalharam para incrementar a segurança da operação e que escolheu Paulínia para a pré-estréia da obra, na primeira semana de outubro, por permitir um maior controle sobre a cópia a ser exibida.“É apenas uma sala, são convidados e a gente tem como monitorar”, disse Padilha ao Uol.

Tropa de Elite 2 tem lançamento programado para 8 de outubro.

Fonte: M&M

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s