Sites vitaminados pela Copa

Ibope Nielsen Online aponta que os portais com cobertura esportiva chegaram a 23,5 milhões de usuários únicos. Além de impulsionar audiência, os sites cativaram novos usuários após a competição

Matéria prima de oportunidades e de negócios, sem dúvida nenhuma a Copa do Mundo da África do Sul foi a mais digital das Copas. A competição abriu um leque de possibilidades para portais de todo mundo explorarem a febre de bola e expandirem sua participação na rede. No Brasil, uma explosão de acessos e a conquista de novos usuários foram as recompensas para os sites que investiram pesado na cobertura do Mundial.

Segundo dados do Ibope Nielsen Online, divulgados nesta quinta-feira, 29, esses portais chegaram a 23,5 milhões de usuários únicos em junho (mês em que a Copa se iniciou). O estudo apontou que houve uma evolução de 21% em relação ao mês anterior e de 54% na comparação com junho de 2009. Ainda de acordo com esse trabalho, os 23,5 milhões de visitantes únicos que acessaram o conteúdo esportivo representaram 58,8% do total de usuários ativos no País em junho. O Ibope Nielsen Online destaca que é o maior alcance de portais focados no tema dentre os países que tiveram a mesma medição, como França e Espanha.

TV

O Terra foi um dos endereços virtuais que só tem a comemorar os números positivos. “Fizemos estudos, montamos uma equipe com 110 profissionais e estamos colhendo os frutos”, comemora Paulo Castro, presidente do Terra Brasil. O portal criou o “Especial da Copa”, que garantiu uma audiência média de 13 milhões de pessoas acompanhando o evento. Fora isso, os vídeos somaram 20 milhões de views no Terra TV sobre Copa. Isso significa que, durante o período da Copa, 25% da audiência total do Terra TV foram para o Mundial.

Segundo Castro, outro ponto positivo foi a interação entre os usuários e o Terra. Bolão, comentários, chats e votações, dentre outras ferramentas, estimularam a aproximação do internauta com o portal. “Não tínhamos os direitos de transmissão da Copa. Então, focamos nos bastidores e encontramos saídas. Conquistamos novos usuários, que permaneceram após a Copa”, afirma o executivo.

Outro gigante comemora os resultados da audiência. O Globoesporte.com usa dados do Google Analytics para mostrar como foi sua performance: a Copa do Mundo 2010 garantiu ao site 222 milhões de visitas, uma média de sete milhões de acessos diários.

Cobertura pré

Para Thiago Meirelles, gerente de produto do Globoesporte.com, o sucesso da transmissão da Copa se deve ao planejamento feito pelo portal. “A cobertura foi baseada em momentos distintos. Tivemos o ‘pré-copa’, na qual começamos a acompanhar a seleção brasileira, desde o dia da convocação do Dunga, além de noticiar a preparação das outras 31 seleções. Com o início do Mundial, tivemos a programação do evento e seu desenrolar, com todos os 64 jogos transmitidos ao vivo com exclusividade no Brasil.”

A exclusividade e os direitos de transmissão favoreceram o portal, que conquistou números altíssimos durante a Copa. Ao todo, foram 58,8 milhões de requisições entre vídeos ao vivo e sob demanda no período do Mundial. A interatividade do internauta, algo que parece ser um movimento cada vez mais crescente na web, também esteve presente por meio de ferramentas sociais hospedadas no site. No balanço geral, o Globoesporte.com teve uma produção de mais de 100 matérias diárias, cinco mil fotos e cerca de três mil vídeos.

Meirelles constatou também um aumento de internautas no período pós-Mundial. “A Copa gerou um tráfego novo, possibilitando uma experimentação para aqueles que não consumiam nosso conteúdo. Eles continuam conosco após o evento, pelo que percebemos”, diz.

Vale lembrar que a Copa também gerou uma pendenga jurídica entre o UOL e a Rede Globo, que questionou o uso de imagens de partidas na África do Sul. Tudo por causa dos direitos de transmissão do Mundial. Nessa luta, o último round foi vencido pelo UOL, que voltou a exibir reportagens em vídeo sobre o evento, após decisão da Justiça do Rio de Janeiro em seu favor, tomada na quarta-feira 28.

Em termos percentuais, o Ibope divulgou números que expressam bem o crescimento do setor. Na análise por visitantes, de acordo com dados do instituto, o UOL teve 37% de aumento, o Terra, 30% e o Globo, 14%. O iG teve -5%, nesse quesito. Mas no número de páginas vistas, ele teve alta de 57%. Por sua vez, o UOL teve crescimento de 49%; o Globo, 36%, e o Terra, 29%.

Foco no esporte

Especializado em esportes e principalmente no futebol, o Lancenet, do Grupo Lance, bateu recorde e alcançou a média diária de 2,2 milhões de visitas durante a Copa do Mundo. Segundo o site, o número superou em 57% a média de maio (1,4 milhões de visitas diárias), o que colocou o portal em primeiro lugar no ranking do IVC. O pico de audiência foi de 3,4 milhões de visitas, em 29 de junho, um dia após o jogo entre Brasil x Chile.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s