Agências brasileiras investem R$ 1,8 mi em Cannes


Festival recebe € 9,840 milhões em inscrições; empresas de 90 países inscreveram mais de 24 mil peças

As agências atuantes no Brasil destinaram nada menos que R$ 1,8 milhão às inscrições de peças no Festival, que acontece entre 20 e 26 de junho. O montante financiou o envio de 2.115 peças – o que significa relevante alta de 39% em relação aos 1.519 trabalhos inscritos no ano passado, mas ainda 14% menos que os 2.461 concorrentes brasileiros de 2008. Vale ressaltar que a soma do investimento das empresas atuantes no Brasil no Festival de Cannes é muito superior ao montante das inscrições de peças, pois ainda há os gastos com viagens, hospedagem, alimentação e participação de delegados.

O festival faturou € 9,840 milhões com as 24.242 inscrições de peças concorrentes realizadas por empresas de 90 países – quarto maior número da história do festival e quatro a mais que na edição passada. O montante é 5,2% maior que os ­€ 9,353 milhões faturados em 2009, mas ainda 11,3% menor que os € 11,1 milhões arrecadados em 2008. O número de trabalhos supera em 7% as 22.652 peças inscritas em 2009.

“Estes resultados relatam uma história fascinante. Os números sugerem que a indústria como um todo está se recuperando da crise de 2009, quando o número de inscrições para o Festival sofreu queda de 20%. Além disso, demonstram que essa recuperação vem não somente de países que esperávamos, como os da América Latina ou Índia, mas também de Suécia, Turquia, Reino Unido, França e Estados Unidos”, menciona Philip Thomas, CEO do Festival.

Categorias
Embora não seja a competição mais numerosa, a área de Film, que deu origem ao evento em 1954, continua sendo a mais rentável. Neste ano, os 3.191 comerciais inscritos geraram faturamento de pouco mais de € 2 milhões.

As taxas de inscrição do Festival variaram de 270 euros para Radio até 1,150 mil de euros para Titanium and Integrated – os mesmos valores do ano passado, pois não houve reajuste em relação à tabela de 2009, que havia sido majorada em 7%, em média.

Entre os tradicionais líderes da lista de maiores competidores de Cannes, o Brasil foi o que mais aumentou sua presença na comparação com 2009. Em contrapartida, a Alemanha foi o que mais diminuiu suas inscrições. Esses dois movimentos determinaram uma troca de posições no ranking: o Brasil assumiu o segundo lugar deixando a Alemanha em terceiro.

A julgar pela quantidade de inscrições, as áreas em que o Brasil chega com mais chances são Design, Press e Outdoor, nas quais o País lidera os rankings de concorrentes.
Em Design, o País foi novamente o que mais inscreveu peças (213), aumentando a distância de Estados Unidos (173) e Alemanha (155). Mais uma vez, a Associação Brasileira de Empresas de Design (Abedesign) firmou parceria com a Apex e subvencionou 150 inscrições de agências filiadas.

Nas áreas de Press e Outdoor, que não havia liderado em 2009, o Brasil volta a ser o número um em inscrições. Em Press foram nada menos que 610 anúncios enviados, bem mais que os 420 da Alemanha e os 347 dos Estados Unidos. Em Outdoor são 471 os trabalhos brasileiros concorrentes, frente aos 319 alemães, 271 norte-americanos e 266 indianos.

Veja a lista completa por país:

Principais Países 2010 2009 Variação
Estados Unidos 3.370 2.726 23,5%
Brasil 2.115 1.519 39%
Alemanha 1.891 2.131 -11%
Inglaterra 1.680 1.316 27,5%
India 1.076 982 9,5%
Austrália 1.025 784 31%
França 898 781 15%
Espanha 881 882 -0,1%
África do Sul 793 732 8,5%
Canada 758 800 -5%
Japão 741 747 -0,8%
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s