Olivetto mantém diretores de criação de W/ e McCann


Nova WMcCann terá dez profissionais nesta função, todos se reportando diretamente ao chairman

Apesar da saída do vice-presidente de criação da McCann Erickson, Alexandre Okada, anunciada na sexta-feira, 23, como primeira baixa causada pela WMcCann, o chairman da nova operação, Washington Olivetto, irá manter nos cargos os diretores de criação da W/ e da McCann Erickson – incluindo os recentemente contratados por Okada. Assim, a nova operação resultante da unirão entre as duas equipes terá dez diretores de criação.

Da atual equipe da W/ permanecem Fabio Meneghini, Fabio Saboya, Guime Davidson e Sergio Franco Junior. Da McCann Erickson ficam Eric Sulzer, Fred Sartorello, Milton “Cebola” Mastrocessario e Tales Bahu, além dos diretores de criação online Fabio Matiazzi e Fernando Penteado.

Todos eles se reportarão diretamente ao chairman, que já se reuniu informalmente com toda a equipe no fim de semana passado. “Não tenho dúvidas de que nos dois grupos há gente boa. Alguns eu conheço menos, mas sei que são bons – tive tempo de analisar”, frisa Olivetto em entrevista do M&M Online (veja aqui outro trecho da entrevista à M&M TV).

Ele afirma ainda que prefere manter profissionais de “altíssimo nível” como diretores de criação. “Eu sempre me movimentei melhor assim, com uma série de diretores de criação, que seriam vice-presidentes em qualquer agência, mas trabalhando como diretores de criação e ganhando como vice-presidente”, compara. “Esta é a maneira com a qual eu melhor trabalho. Apesar de ser o chairman, vou continuar sendo o chairs-man, com a minha cadeirinha de mesa em mesa”, promete.

Além disso, Olivetto avisa que a equipe deve crescer em breve. “Como as duas agências acabam de conquistar novas contas, é possível que a equipe cresça – inclusive o lado online”, adianta. Segundo ele, a atual equipe da W/ será “majoritariamente aproveitada” pela nova operação. “Dá para garantir que mesmo, infelizmente, tendo algumas sobreposições, a agência nasce como contratante. Nos últimos quatro meses tanto a W como a McCann ganharam contas e não contrataram, justamente porque não sabiam se o casamento iria ou não acontecer”.

Sobre a participação da WMcCann em festivais de publicidade, o chairman pretende manter a postura seletiva que vinha adotando nos últimos anos na W/, mas não tão ortodoxa. “Fora a restrição total aos fantasmas, vamos ser criteriosos, não vamos exagerar. Seremos um pouco mais abertos do que a W/ vinha sendo. Primeiro porque há os interesses das redes multinacionais nos festivais internacionais, mas nem tanto por causa disso. A W/ podia se dar ao luxo de participar muito pouco de festivais nos últimos anos pelo seu histórico de exagero de premiações. E, segundo, como a W/ sempre manteve muitos profissionais durante muito tempo comigo, essa ideologia acabou contaminando a todos sem frustrar a equipe. Em uma maquina nova e maior como a WMcCann, seremos um pouco mais generosos”, promete.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s